Remédio para Emagrecer → Qual o Melhor? Quais Efeitos?

Remédio para Emagrecer → Qual o Melhor? Quais Efeitos?

Aqui vamos mostrar alguns remédios para emagrecer mais reconhecidos no mercado que são autorizados pelas agências de saúde ANVISA, desde que possuindo receita médica.

Não há pílula mágica para perder peso se você mudar seu estilo de vida. Quando estamos à procura de métodos para perder peso, a primeira coisa que pensamos são as dietas, o que implica uma grande disciplina para seguir.

Então pensamos em nos exercitar fisicamente, o que também requer disciplina e esforço.

Mas uma vez descartados esses dois métodos de perda de peso, acabamos procurando algum remédio para emagrecer. Mas diante da grande variedade que existe hoje, é difícil decidir à primeira vista.

SIBUTRAMINA

A sibutramina é um medicamento que requer receita médica, atua no centro de regulação da fome do cérebro para que você se sinta satisfeito com a comida mais rapidamente, de modo que você provavelmente coma menos.

Ele age alterando os níveis dos neurotransmissores serotonina e norepinefrina, esses dois neurotransmissores ajudam a regular a saciedade. De acordo com seus criadores, você perde até 5 kg a mais por ano tomando esta fármaco, no entanto, em outros estudos, apenas 2,6 kg de perda em 3,4 anos foram observados.

O preço varia entre R$14 a R$135 mas depende de marcas, farmácias ou tipos genéricos.

Os riscos:

Pode aumentar o risco de hipertensão , infarto cerebral ou infarto cardíaco. Este medicamento foi proibido na Austrália, Canadá, China, União Européia, Índia, México e Estados Unidos.

Esta pílula é para você?

Este medicamento foi recomendado para pessoas com obesidade, ou seja, um IMC de 30 ou mais, com risco de diabetes ou doença cardiovascular.

Efeitos colaterais

Não é aconselhável para pacientes com diabetes ou bypass gástrico operado recentemente devidos aos efeitos colaterais fortes, principalmente os tipos tarja preta. É essencial acompanhamento médico em pacientes com hipotireoidismo, hiperinsulinismo (resistência à insulina), triglicérides ou colesterol alto, de acordo com o USDA.

Também não diminui o efeito das pílulas anticoncepcionais, mas o seu uso concomitante aumenta os riscos de trombose, hipertensão e acidente cerebrovascular.

Deixe seus Comentários

bn 05
Author image

Autor Paola Lemer

Sou uma profissional que adora saber e escrever tudo sobre notícias de moda, beleza, saúde e fitness.
  • Sao Paulo